Depressão pós-parto – Sintomas, causas e cura

depressao-pos-parto

No geral, ao nos encontrarmos grávidas, sempre idealizamos um momento mágico: o nascimento do nosso bebê. Pensamos em seu rosto, se é uma criança saudável, com qual dos pais se parece mais, seu peso, etc. Entretanto, diversas mulheres não tem esse tipo de comportamento, e por fim, tem reações opostas, chegando até mesmo a rejeitar o próprio filho. Esse fenômeno é conhecido como depressão pós-parto, mas você sabe o que é isso? Descubra os sintomas e possíveis sinais dessa doença que afeta diversas mulheres.

Começando como uma tristeza sutil e falta de motivação, a depressão pós-parto acaba ficando mais intensa e chega a afetar mais de 25% das mães brasileiras, de acordo com um estudo realizado pela pesquisadora Mariza Theme, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Mas você sabe quais os sintomas desta enfermidade? Fique atenta aos sinais e conheça mais.

O que é depressão pós-parto?

Caracterizada como uma melancolia intensa que pode chegar até mesmo a rejeição ao bebê, a depressão pós-parto não possui uma causa única. Porém, é possível reunir características presentes na maioria das pacientes. Entre elas, as mais comuns são:

  • Histórico de depressão na família ou gestante, seja antes ou durante a gravidez
  • Crises de ansiedade e perdas significativas na gestação
  • Problemas no relacionamento amoroso, como a falta de apoio do parceiro
  • Instabilidade financeira dentro de casa
  • Complicações durante o parto
  • Violência obstétrica na hora do parto

É necessário ter em mente que todas as mulheres podem desenvolver esse tipo de depressão, contudo, quem tiver algum dos sintomas citados acima possuem maior probabilidade de serem afetadas.

Sintomas da depressão pós-parto

Esse tipo de depressão muitas vezes é confundida com uma tristeza, choro e cansaço presentes em mulheres que acabaram de dar à luz. Os sinais da depressão pós-parto podem surgir nos primeiros 15 dias após o parto e, por fim, durar até os dois anos de idade da criança. Entre estes sintomas estão:

  • Insegurança e desespero a todo momento
  • Cansaço e falta de energia
  • Instabilidade na hora do sono (sono em excesso ou insônia)
  • Falta de afeto pelo bebê
  • Perda ou diminuição da líbido
  • Baixo autoestima e irritabilidade

O que fazer para superar a depressão pós-parto?

Pode parecer difícil no começo, mas é preciso ter em mente que a situação na qual você se encontra pode sim mudar. Para isso é preciso seguir conselhos importantes como:

Aceitar ajuda – Seja um auxílio médico, psicológico ou familiar, dizer em voz alta que não está conseguindo lidar com essa situação sozinha não é sinal de fraqueza. Muito pelo contrário, indica a força e vigor que está dentro de você.

Não seja tão rigorosa consigo – Achar que você não é uma boa mãe ou cobrar muito de si mesma não irá te levar a lugar algum. Foque no que você pode fazer hoje para mudar essa situação. Tente relaxar, descansar e lembre-se: um passo de cada vez.

Especialistas online

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *