O Banquete de Platão e a alma gêmea

Platão foi um filósofo grego muito conhecido e estudado até hoje. Seus textos eram normalmente escritos em forma de diálogo e traziam questionamentos sobre a política, a sociedade, o amor e outros assuntos. O Banquete de Platão é um desses diálogos. Foi escrito por volta de 380 a.C. e fala principalmente sobre a natureza e o amor. Nele, diversos filósofos fazem um discurso sobre Eros e o amor. Foi com esse diálogo que surgiu o termo amor platônico, que usamos para falar de um amor não correspondido, ou muito difícil de acontecer.

O Banquete de Platão e o conceito de alma gêmea

Um dos discursos mais conhecidos do texto O Banquete de Platão, é o de Aristófanes, que conta sobre o início do amor

Segundo o filósofo, no início havia três espécies humanas: a masculina masculina, a feminina feminina e a masculina feminina, conhecida como andrógina. O gênero masculino tinha origem no Sol. O feminino, por sua vez, veio da Terra e o andrógino, da Lua.

Os três eram muito fortes e poderosos e decidiram guerrear contra os deuses. Zeus ficou muito bravo com a insolência, mas sabia que não poderia exterminar os humanos, pois assim acabariam as adorações e os cultos aos deuses. Depois de muito pensar, chegou a um castigo que iria ao mesmo tempo enfraquecer os humanos e multiplicá-los, aumentando assim as festas de adoração.

Ele os cortou ao meio, pediu que Apolo cuidasse das feridas, mas deixasse uma cicatriz que os lembrasse da punição. Assim surgiu o umbigo. Depois de separados, os humanos foram jogados na Terra, cada metade em um canto.

Por mais que isso tenha acontecido há muito tempo, ainda vivemos em função de encontrarmos nossa metade e, quando a encontramos, sentimos uma intimidade e uma ligação muito fortes, afinal, estamos finalmente completos.

As metades andróginas representam o amor heterossexual, enquanto que as do mesmo gênero representam a homossexualidade.

É assim que o conceito de amor é explicado no Banquete de Platão, como a necessidade de encontrarmos algo que nos completa.

Este mito é muito antigo, mas explica bem o nosso conceito de alma gêmea e por que algumas pessoas se identificam na hora em que se conhecem. Estar apaixonada é uma delícia e, uma vez que encontramos nossa cara metade, a vida passa a ter um sentido diferente, não é verdade?

Veja também:

Especialistas online

Taróloga  soniah

Taróloga soniah

Tarot cigano,marselha,tarot

85% Avaliações positivas

125 Consultas

Lucas liberato tarólogo

Lucas liberato tarólogo

Tarot,vidência,cartomancia

93% Avaliações positivas

253 Consultas

Nathalya artemis

Nathalya artemis

Mediunidade,tarot,numerologia

82% Avaliações positivas

124 Consultas

Sacerdote juarez

Sacerdote juarez

Astrologia,tarot,mediunidade

88% Avaliações positivas

209 Consultas

Ofertas para você

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *