Como lidar com a depressão e reencontrar a alegria de viver

Quando perdemos quem amamos, um emprego, ou terminamos um relacionamento, sentimos a tristeza tomar conta de nossas vidas. Não temos vontade de fazer nada, ficamos desanimadas e muitas pessoas dizem que estamos em depressão. É preciso ter cuidado nessa hora, pois existem diferenças importantes entre a tristeza passageira e a doença. Saber como lidar com a depressão é o primeiro passo para a cura e o bem-estar.

 De acordo com o Dr. Dráuzio Varella, “depressão é uma doença psiquiátrica crônica, que produz uma alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como distúrbios do sono e do apetite”. Ou seja, uma pessoa depressiva não precisa de um motivo concreto para se sentir mal. Às vezes, uma tristeza momentânea se transforma em depressão, mas não é lei que isso aconteça.

A doença acomete cerca de 350 milhões de pessoas no mundo e está na hora de levarmos o assunto mais a sério. Não é fraqueza, nem frescura. É uma condição que precisa de tratamento. Por isso, queremos que você saiba como lidar com a depressão.

Algumas causas que levam à depressão são: genética, consumo de drogas, álcool, estresse físico ou psicológico, trauma de infância, doenças como hipotireoidismo e alguns medicamentos.

Os sintomas da depressão

Os principais sintomas da depressão são:

  • Alteração de humor. Se você se sente para baixo, indiferente ou desanimada sem motivo aparente, preste atenção. Pode estar enxergando o mundo mais nebuloso do que o normal e esse é o sintoma da depressão.
  • Perda de interesse. Se antes você gostava do seu trabalho, mas agora não vê mais sentido; se praticava esportes e agora não se sente motivada, faça uma análise do que acarretou esses sentimentos.
  • Problemas com o sono. Aqui podem ser os dois casos: se você dormia bem e agora tem insônia, sono tumultuado, ou se antes dormia apenas 6 horas por dia e agora passa o tempo inteiro sonolenta, cuidado. Pode ser depressão.
  • Mudanças no apetite. Assim como com relação ao sono, se você tem comido mais ou menos do que o normal, fique atenta, pois pode indicar um estado depressivo.
  • Problema de concentração. Você não consegue ficar muito tempo parada, lendo um documento importante ou estudando. Esse também é um dos sintomas. A depressão diminui nossa produtividade e concentração.
  • Cansaço. Mesmo que você não tenha praticado atividade física, só o fato de se arrumar já te deixa cansada? Esse desânimo indica sinais depressivos.
  • Pensamentos recorrentes sobre a morte. Esse sintoma só se manifesta em casos mais graves, quando a pessoa passa a pensar muito sobre a morte, suicídio e até planeja acabar com a própria vida. Nesse caso é muito importante procurar a ajuda de um psiquiatra.

Veja também:

Como lidar com a depressão?

Se você acredita que pode estar com depressão, procure um médico. Em muitos casos é possível encontrar a cura com a ajuda de um psicólogo, mas em outros é necessário entrar com medicação. Não tenha medo do remédio. Pense que é temporário e para o seu bem e da sua família. Para ajudar na sua recuperação, abuse de terapias alternativas como cromoterapia, florais, Reiki, aromaterapia. Elas são excelentes para te ajudar a recuperar o equilíbrio, mas não substituem a ajuda do médico.

Existem algumas coisas que você pode fazer no dia-a-dia para melhorar o astral e lidar com a depressão, facilitando ainda mais o tratamento:

  • Atividade física é imprescindível. Mesmo que você esteja cansada ou desanimada, comece dando uma volta no quarteirão. Assim libera endorfina, que é o hormônio que nos faz sentir bem.
  • Consuma alimentos que melhoram o humor, como aveia, que libera serotonina e possui níveis bons de selênio e dá energia; banana madura, além de liberar a serotonina, possui a vitamina B6, que dá um pique; espinafre e folhas verde-escuras, que são ricos em magnésio; oleaginosas, como nozes e castanhas, que possuem antioxidantes que diminuem o estresse. Peixes e frutos do mar também são alimentos que melhoram o humor, pois são ricos em zinco.
  • Mantenha contato com sua família e amigos. Eles se preocupam com você e vão querer te ajudar. Aproveite para desabafar ou apenas se distrair.
  • Faça o que gosta. Pode ser que hoje essa atividade não faça mais tanto sentido, mas se esforce um pouco e você pode encontrar o prazer.
  • Experimente alguma terapia artística. Através da dança, pintura, escrita, música, você consegue se expressar de maneira inconsciente. A antroposofia é uma linha da medicina que acredita na arte como tratamento para a depressão.

O importante é procurar o que te trará a sensação de conforto para que você consiga recuperar sua saúde e alegria de viver. Faça banhos terapêuticos com ervas para ter mais equilíbrio e bem estar, reserve momentos para você refletir sobre o que te aflige e tenha esperança no amanhã. Sabendo como lidar com a depressão, você verá que o mundo não é tão ruim quanto parece no momento.

Compartilhe este texto com quem mais precisa saber como lidar com a depressão. Use o Facebook ou o WhatsApp.

Procurando ajuda

Se você está sofrendo com depressão, ansiedade ou se sentindo isolada, saiba que não está sozinha. Existem pessoas que podem ajudá-la a sair dessa situação e a encontrar um sentido na vida. Estas questões são sérias e precisam ser tratadas por profissionais da saúde como psicólogos e psiquiatras.

O atende gratuitamente ligações de pessoas que precisam conversar, desabafar ou simplesmente ouvir uma voz amiga. Trata-se de um centro de apoio emocional e prevenção do suicídio. Eles atendem mais de um milhão de pessoas por ano, de maneira segura, gratuita e sigilosa. Todos os voluntários são treinados para sempre ter uma palavra amiga, ou apenas o tempo disponível para ouvir. Independente da cidade em que você mora, de todo o país, ligue para 141 e fale com alguém sobre suas emoções e seus sentimentos. Muitas vezes essa atitude já alivia o peso da situação.

Se preferir, você pode procurar ajuda do , que oferece auxílio a pessoas com transtornos mentais, depressão e dependência química. Os centros fazem parte da rede pública de saúde, ou seja, oferecem ajuda gratuitamente. Encontre o CAPS mais perto da sua casa e marque uma consulta. Depois da triagem, você será encaminhada para o tratamento adequado.

 

Especialistas online

Nazaré  babos

Nazaré babos

Taróloga,médium sensitiva,mediunidade

100% Avaliações positivas

91 Consultas

Cabalista jocanz

Cabalista jocanz

Números grabovoi,tarot do anjos,numerologia cabalistica

100% Avaliações positivas

498 Consultas

Cigana inayá

Cigana inayá

Tarot,baralho cigano,mediunidade

99% Avaliações positivas

1344 Consultas

Henrique libório

Henrique libório

Tarot,baralho cigano,mediunidade

96% Avaliações positivas

1065 Consultas

Ofertas para você

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *