Como lidar com a raiva e trazer equilíbrio para a sua vida

Nós mulheres conquistamos muito nas últimas décadas. Temos carreira de sucesso, estudo e independência, mas os nossos papéis ainda não evoluíram completamente. Responda: depois de um dia de trabalho você chega em casa com seu marido. Quem prepara o jantar? Quem arruma a sala? Quem cuida das crianças?

Não é a toa que estamos cada vez mais estressadas e muitas vezes esse nervosismo se manifesta através da raiva. Sabe aquela estourada com o parceiro antes de sair de casa, ou com a pessoa que se senta no seu lugar no ônibus? Esses momentos surgem quando estamos cansadas, frustradas e atrasadas.

É importante aprender a lidar com a raiva, pois ela pode fazer mal para a nossa vida familiar, no trabalho e até para a nossa saúde, causando dores nas costas, de estômago ou de cabeça.

Tudo isso você já sabe e deve estar se perguntando, mas como eu posso diminuir meus acessos de raiva? Não é simples, mas nós organizamos algumas dicas que podem te ajudar a dar o primeiro passo.

Aprendendo a lidar com a raiva e a frustração

  • A raiva é um sentimento que está muito ligado com a frustração. Você quer que as coisas aconteçam de um jeito, elas se resolvem de outra maneira e pronto. Fica com raiva. Quando sentimos isso muitas vezes seguidas, as crises ficam mais fortes.
  • Existem duas abordagens do problema: a longo prazo e a imediata. O ideal é atacar das duas maneiras, assim você evita que os ataques aconteçam.
  • A longo prazo, você pode começar praticando uma atividade física como corrida ou caminhada intensa. O execrício libera endorfina, que nos deixa mais relaxada e tranquila.
  • Faça meditação ou exercícios de respiração. Uma pessoa que consegue controlar a mente pode ver com antecedência e clareza quando a situação começa a incomodar e então, evita que se alastre. Já a respiração controlada nos permite voltar a um lugar de calma e tranquilidade, mesmo quando estamos sob pressão ou insatisfeitas.
  • Faça um diário. Fique em dia com seus sentimentos, assim você consegue separá-los em um momento de crise. Não precisa ser nada muito longo ou complexo, apenas um follow up do que aconteceu no dia e como se sentiu em cada ocasião.
  • Cada vez que algo te agradar, registre o acontecimento e contemple-o. Um por do sol, uma música animada, um carinho inesperado. Tenha essas referências sempre frescas na mente, pois elas podem te ajudar na hora do aperto e também, sempre que possível, faça o que te deixa feliz. Ouça o cd de novo, cante, faça uma pausa no final do dia. Tenha reservas de bons momentos.

E quando a raiva toma conta?

Já quando estamos no meio da crise de raiva, existem maneiras de acalmar, mas saiba que nada funciona imediatamente. Uma pessoa pode demorar de 20 minutos a uma hora para voltar ao seu estado inicial, por isso, tire um tempinho só para você.

  • Se afaste da situação e dê uma volta. Pode ser no quarteirão, na rua, na sala. O importante é sair de perto do que te deixou irritada para refletir o que te atingiu tanto e como você pode solucionar.
  • Sabe aquela música que você gosta? Agora é a hora de usar essa arma! Coloque um fone de ouvido e ouça com calma, sentindo tudo o que te agrada nela.
  • Faça exercícios de respiração por no mínimo 5 minutos. Inspire profundamente e explire devagar. Existem aplicativos que te ajudam a diminuir a frequência respiratória e a voltar ao seu estado de relaxamento.
  • Não fuja da raiva. Admita que tem esse sentimento e tente entender o que o motivou. Depois, de cabeça fresca, volte e converse com a pessoa envolvida, sem se exaltar. Se for muito difícil falar, escreva uma carta sincera. Muitas vezes nos expressamos melhor por escrito.

Se você não tem 20 minutos e está na correria do trabalho, lembre-se de algumas regrinhas básicas que vão te ajudar a lidar com a raiva:

  • Conte até 10, 100 ou 1000 antes de responder. Não entre em uma discussão de cabeça quente.
  • Não mande e-mails com raiva. Eles podem voltar com uma resposta ainda mais irritante ou até causar problemas com seu chefe.
  • Não tome decisões importantes quando não se sentir tranquila. Peça mais um tempinho até colocar as ideias em ordem.
  • Tenha uma oração ou mantra em mente e repita-o pelo tempo que sentir necessidade. Esse breve momento de reflexão já vai te ajudar a reagir da melhor maneira.

Se perceber que a raiva é muito constante e que não consegue controlá-la, procure ajuda de um profissional. As terapias holísticas são ótimas aliadas, pois trabalham com o equilíbrio da mente, do corpo  e do espírito.

Entenda um pouco mais sobre a Cromoterapia

Especialistas online

Marusca taróloga

Marusca taróloga

Radiestesia,tarot,alquimia

100% Avaliações positivas

91 Consultas

Amyn ty ayrá

Amyn ty ayrá

Sacerdote babalorixá candomblé,búzios africanos,tarot

100% Avaliações positivas

198 Consultas

Athena taróloga

Athena taróloga

Kipper,tarot,baralho cigano

100% Avaliações positivas

169 Consultas

Cigana sarita

Cigana sarita

Tarot,baralho cigano

100% Avaliações positivas

157 Consultas

Ofertas para você

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *