Conheça os maiores medos de uma pessoa LGBT

A comunidade LGBT, que abriga lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis, transgêneros e simpatizantes, sofre uma série de medos. Todos eles estão relacionados, diretamente, ao preconceito social com relação ao diferente. Descubra quais são os maiores medos de uma pessoa LGBT e por que esse medo existe.

Preconceito contra a comunidade LGBT

O preconceito e a intolerância estão nas raízes da problemática social envolvendo pessoas LGBT. Mesmo com a grande liberdade existente no mundo moderno, com um amplo leque de orientações sexuais reconhecidas, permanece grande o ódio, desprezo e preconceito para com pessoas que fogem do padrão heterossexual.

Os maiores medos de uma pessoa LGBT são medos que um heterossexual nunca sentirá na pele. Isso porque ser heterossexual é considerado normal, ao passo que a homossexualidade é tida como anormal.

Separamos aqui os principais medos experimentados por pessoas da comunidade LGBT, para que você seja capaz de entender mais sobre o assunto e ajudar na luta contra a intolerância sexual.

Os maiores medos de uma pessoa LGBT

De não serem aceitos pelos pais – Um dos maiores medos de uma pessoa LGBT é não contar com a aceitação dos pais. A orientação sexual se desenvolve principalmente na adolescência e, em muitas famílias, o comportamento homossexual não apenas é tido como errado, como também motivo para abusos, físicos e psicológicos.

Pessoas homossexuais temem muito pela falta de compreensão dos familiares, pessoas que, em tese, deveriam ser as primeiras a dar apoio. Os casos concretos mostram que a intolerância prevalece na maioria das famílias brasileiras. Dessa forma, o medo do desprezo estão sempre presentes.

Da intolerância religiosa – Boa parte das religiões, principalmente as praticadas no ocidente, condenam a homossexualidade e outras formas de orientação sexual. Baseadas em valores antigos e ultrapassados, as igrejas promovem discursos de ódio contra a comunidade LGBT. Em um país em que a igreja está fortemente presente, inclusive no Estado, por isso, esse é um dos maiores medos de uma pessoa LGBT e é compreensível.

Da violência sexual – Principalmente entre as pessoas homofóbicas, prevalece a ideia de que a homossexualidade pode ser controlada. Acreditam que existem remédios capazes de tornar as pessoas heterossexuais. É o caso dos que defendem uma “cura gay”. Esse posicionamento, extremamente preconceituoso e ultrapassado, fica ainda pior quando surgem propostas como a do estupro corretivo.

Acredite, existe quem defenda abertamente que os homossexuais devem ser estuprados para que comecem a gostar de pessoas do sexo oposto. Esse tipo de violação sexual está entre os maiores medos de uma pessoa LGBT. Com isso em mente, essas pessoas não possuem segurança nem para se locomover tranquilamente. Ficam com medo de serem vítimas desses absurdos sociais.

De se vestirem como querem – Pode parecer brincadeira, mas as pessoas LGBT nem mesmo podem ser vestir como querem sem serem rotuladas pela sociedade. Muitas vezes são obrigadas a manter um comportamento e estilo de “fachada”, pois um dos maiores medos de uma pessoa LGBT é de revelar sua verdadeira identidade e serem vítimas do preconceito, dos olhares tortos e dos comentários homofóbicos.

Todas essas questões podem parecer simples, mas na verdade são bem sérios. Só a pessoa LGBT consegue descrever a crueldade que é viver em uma sociedade que vigia até mesmo o seu jeito de vestir, de andar, de conversar. Muitas vezes, tudo que eles desejam é apenas um pouco mais de liberdade para serem quem eles realmente são.

De sofrerem isolamento social – O isolamento social é um dos maiores medos de uma pessoa LGBT. Além do isolamento familiar, existe o risco do isolamento social. Isso ocorre principalmente na adolescência, dentro da escola, entre os amigos. Jovens LGBT são vítimas de preconceito, xingamentos e tendem a ser deixados de lado pelos seus colegas.

Uma das consequências do isolamento é o desenvolvimento de transtornos psicológicos. Uma pessoa LGBT que não é reconhecida por seus semelhantes se sente sozinha, sem amigos e sem alguém com quem contar. Pode acabar sofrendo com a depressão e, em casos mais graves, desenvolver tendência suicida.

Como você pode ver, são vários os medos de uma pessoa LGBT. Além desses que foram descritos, podemos incluir o medo de morrer sozinho, sem um parceiro afetivo, de andar na rua durante a noite, de constituir uma família e muitos outros. São medos reais, com base em experiências reais. O mundo está repleto de preconceito, sendo grande a violência contra essas pessoas.

Agora que você já conhece os maiores medos de uma pessoa LGBT, confira também:

Especialistas online

Mestre andré merlin

Mestre andré merlin

Parapsicologo,cartomante e tarologo,tarot

100% Avaliações positivas

30 Consultas

Cabalista jocanz

Cabalista jocanz

Números grabovoi,tarot do anjos,numerologia cabalistica

100% Avaliações positivas

550 Consultas

Lucas liberato tarólogo

Lucas liberato tarólogo

Tarot,vidência,cartomancia

93% Avaliações positivas

268 Consultas

Marusca taróloga

Marusca taróloga

Radiestesia,tarot,mediunidade

98% Avaliações positivas

1073 Consultas

Ofertas para você

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *