Nossa Senhora de Santana – Mãe de Maria e padroeira dos avós

Considerada a padroeira dos avós, Nossa Senhora de Santana é venerada ao redor do mundo. Dentro da igreja católica é uma das personalidades mais respeitada, apesar de desconhecida pela maioria dos praticantes do catolicismo. A sua história envolve muita luta, sofrimento e também milagres. Conheça agora tudo sobre essa poderosa figura santa.

Quem foi Nossa Senhora de Santana

Conhecida também como Santa Ana, a Nossa Senhora Santana é muito importante para os cristãos. Apesar de muitas pessoas não fazerem ideia de quem ela foi, sua figura está no centro da Igreja Católica. Ela é a mãe de Maria, que por sua vez gerou Jesus Cristo. Por isso é comum que essa personalidade seja designada a padroeira dos avós.

Santa Ana era casada com São Joaquim, uma pessoa de grande influência, principalmente na região de Jerusalém, onde moravam. Seu marido, além da influência, era pertencente à família real de Davi. Apesar do grande prestígio, o casal passaria por grandes dificuldades pelo caminho, em razão de uma dificuldade para gerar filhos.

Origem do nome de Nossa Senhora de Santana

Apesar de não existir consenso sobre a origem histórica do nome desta Santa, boa parte dos pesquisadores apontam para o hebraico. O nome Ana significa “graça”. Essa relação com o espiritual, presente até mesmo no nome, é significativo para compreender os eventos que ocorreram na vida de Nossa senhora de Santana.

É desse seio familiar que surgiria, pouco depois, a criança Jesus, o principal personagem da tradição católica. Apesar dessa relação de parentesco entre cristo e Santana, o dia de Nossa Senhora Santana ainda é desconhecido por várias pessoas, em especial no Brasil. Por isso vale a pena ler sobre o assunto.

A infertilidade de Nossa Senhora de Santana

Mesmo tentando durante anos, São Joaquim não foi capaz de engravidar Santa Ana. Na época, a culpa pela infertilidade era automaticamente atribuída à mulher. O homem nunca era culpado por falta de fertilidade. Quando as pessoas da comunidade notaram esse fato, passaram a criticar Nossa Senhora de Santana.

Acreditava-se que a falta de fertilidade era um castigo de Deus. São Joaquim também sofreu na pele os julgamentos, principalmente por parte dos sacerdotes. Eles criticavam o fato de ele não ter filhos. Apesar de todo o sofrimento, tanto Santa Ana quanto São Joaquim permaneceram crentes, orando a Deus e pedindo por um milagre.

O milagre da fertilidade

Certa vez, São Joaquim decidiu caminhar pelo deserto, sem ninguém. Por lá passaria 40 dias, sem contato com a comunidade. Foi em um dos dias em que andava pelo deserto que recebeu a visita de um anjo. O ser anunciava a realização de um milagre. De acordo com as palavras do anjo, Deus havia atendido ao desejo do casal.

No mesmo momento, o mesmo anjo apareceu também para Nossa Senhora de Santana, contando a mesma história. Pouco tempo após o retorno de São Joaquim para a sua casa, Santa Ana engravidou. Esse é considerado o milagre da fertilidade se Santa Ana, providenciado por Deus. O casal sempre manteve a sua fé e por isso foi agraciado com a benção divina.

Nascimento de Maria – A consagração do milagre

Como é possível perceber, Nossa Senhora de Santana não é nada menos do que a avó de Jesus Cristo. Ela gerou Maria, após um milagre, a virgem que daria a vida a Jesus, a partir de outro milagre tão importante quanto. Cristo é considerado a maior divindade no universo da Igreja Católica. Sem a presença de Santa Ana, ele não teria existido.

Apesar de nós ocidentais conhecemos a mãe de Jesus pelo nome de Maria, seu nome em hebraico era Mirian. A mudança na escrita ocorreu em razão da tradução para o latim, língua comumente empregada nos textos bíblicos. A palavra Mirian, por sua vez, significa “senhora da luz”, uma clara alusão ao papel que Maria desempenharia ao gerar Jesus Cristo.

Porque Santa Ana não é tão conhecida

Um dos motivos pelos quais Santa Ana passa despercebida é o fato de que tudo sobre ela está em um livro não oficial da Igreja. O testamento que conhecemos é apenas uma parte de um material bem maior. Nem todos os livros foram aceitos pelas autoridades católicas. As informações sobre Nossa Senhora de Santa estão no , que não conta da Bíblia oficial.

Tiago teria escrito sobre Nossa Senhora no século um. Por algum motivo, as autoridades Católicas decidiram por não incluir o evangelho na obra oficial. Mas o material permanece disponível, tendo sido inclusive citado ao longo dos anos por vários padres católicos, que acreditam na história de Nossa Senhora de Santana.

Santa Ana teve uma vida calma, mas repleta de desafios, principalmente em razão das críticas sociais. Sendo incapaz de gerar filhos, recebeu o milagre divino da fertilidade, dando luz a Maria, que por sua vez é a Mãe de Jesus. Por isso Nossa Senhora de Santana é considerada padroeira dos avós.

Agora que você conhece melhor sobre Nossa Senhora de Santana, confira também:

Especialistas online

Nazaré  babos

Nazaré babos

Taróloga,médium sensitiva,mediunidade

100% Avaliações positivas

129 Consultas

Cabalista jocanz

Cabalista jocanz

Números grabovoi,tarot do anjos,numerologia cabalistica

100% Avaliações positivas

540 Consultas

Taróloga  soniah

Taróloga soniah

Tarot cigano,marselha,tarot

86% Avaliações positivas

131 Consultas

Cigana inayá

Cigana inayá

Tarot,baralho cigano,mediunidade

99% Avaliações positivas

1371 Consultas

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *