Entenda a paralisia do sono na visão espírita

Quando se procura uma explicação científica sobre a paralisia do sono encontramos que esse episódio é apenas um acontecimento que todos podem passar durante a fase REM – Rapid Eye Movement (movimento rápido dos olhos) do sono. Assim, essa paralisia se caracteriza por uma incapacidade de se mover, de enxergar e sensações como o sufocamento e peso sobre o corpo. Mas se olharmos por outro lado, podemos encontrar uma diferente linha de interpretações desses episódios que é a paralisia do sono na visão espírita.

O que é a paralisia do sono na visão espírita

Antes de esclarecermos de fato no que é a paralisia do sono na visão espírita vale reforçarmos algumas condições e definições importantes do que ocorre nesses episódios:

  • Não se pode controlar a paralisia do sono e nem interrompê-la;
  • A maioria das pessoas que vivem isso são adultos jovens de 25 a 35 anos;
  • 90% das vezes que se passa pela paralisia do sono é ao despertar;
  • As pessoas que vivenciam esse episódio não estão sob o efeito de drogas ou doenças mentais;

Os itens destacados serve para mostrar que a definição fisiológica e clássica para a paralisia do sono pode ser considerada insuficiente quando falamos do lado científico. Afinal, é um mecanismo tão complexo e incontrolável.

Mas toda essa complexidade da paralisia do sono na visão espírita pode ser explicada essencialmente por meio de dois princípios: “A natureza dual do ser humano” e “Os espíritos estão por toda a parte”.

“A natureza dual do ser humano” diz que durante a evolução cronológica e biológica, o ser humano pode passar a prever experiências que o preparam para vivenciar uma existência entre os dois planos espirituais. Resumindo, os episódios da paralisia do sono seriam uma espécie de treinamento para o espírito que está encarnado junto ao corpo.

Já o princípio “os espíritos estão por toda a parte” vem para explicar situações que acontecem durante a paralisia do sono como sentir a presença de alguém ou ouvir vozes e sons. Isso porque de fato os espíritos estão em todo lugar e eles podem propiciar sensações e vivências positivas ou negativas.

Entendendo a paralisia do sono na visão espírita

Assim que você compreende esses dois princípios, é possível fazer algumas constatações que reforçam ainda mais a espiritualidade envolvida nesses episódios. Também ajuda a entender como a paralisia do sono na visão espírita pode esclarecer muito sobre o processo.

A primeira constatação é que muitas pessoas agnósticas ou sem crença que vivenciam a paralisia do sono, por sentirem tamanho medo e angústia, inconscientemente pedem ajuda ou a proteção de Deus nesse momento.

A segunda é que como na paralisia do sono você está entre o sono e o despertar, é o momento em que o espírito desencarnado interage com o corpo encarnado. Assim, o episódio pode ser considerado uma experiência de “desdobramento incompleto”, quando o nosso espírito desencarna parcialmente.

Já a terceira prova que de nenhuma forma as sensações de sufocamento ou ouvir vozes estão relacionadas com a presença de uma obsessão espiritual. Por isso, a ocorrência da paralisia do sono não é um processo obsessivo. Isso porque na visão espírita, esse episódio seria nossa própria alma saindo de dentro da gente e não outra alma querendo ocupar nosso corpo.

Veja também:

Especialistas online

Fê tavares

Fê tavares

Tarot mitológico,cartas xamânicas,tarot

100% Avaliações positivas

25 Consultas

Mago lucas

Mago lucas

Tarot,vidência,cartomancia

91% Avaliações positivas

214 Consultas

Nathalya artemis

Nathalya artemis

Mediunidade,tarot,numerologia

82% Avaliações positivas

107 Consultas

Taróloga agatha

Taróloga agatha

Batalho cigano,tarot,mesa radio

97% Avaliações positivas

445 Consultas

Comentários

  • Olá, passei aqui porque parecia interessante, e sim, achei bastante, e penso em procurar um pouco sobre isso, mas tive um caso que assuntou-me um pouco, nessa noite tinha tido 5 experiências seguidas, uma após a outra, nas quais eu procurei não ter medo, e deixei me levar até que na 4 comecei a ver um menino que me puxava e eu via o meu corpo ali deitado, tentei manter a calma, mas os olhos dele eram vermelhos e ele ficava cada vez mais irritado por eu não querer ir eu tentei me mexer e voltei. Porém na quinta foi mais estranho, mas mantive a calma, notei saindo do meu corpo fui em direção á porta da sala, e no outro lado da porta estava um familiar meu (que está vivo ainda) tentei chamar, e nada, após várias tentativas ela respondeu e disse o seguinte: “não respondo por que ela não deixa” apontando para o meu lado, eu olho para o lado e vejo o mesmo miúdo porém mais demoníaco, ele solta um grito e eu saiu voando bem rápido para o meu corpo. E gostava de saber mais um pouco sobre isso e significados, podem-me ajudar?

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *