Xangô – O Orixá da justiça com sincretismo em São João Batista

Uma das figuras mais conhecidas da Umbanda e do Candomblé, Xangô é considerado o Orixá da justiça e da sabedoria. Está ligado ao equilíbrio e a natureza, sendo considerado deus do fogo, dos trovões e dos raios. Também é conhecido por ser um Orixá que protege os intelectuais.

A diversidade de características que Xangô carrega faz com que o Orixá seja sincretizado de diferentes formas na tradição católica. Alguns o relacionam com São João Batista, outros com São Jerônimo ou São Judas Tadeu. Conheça melhor esse Orixá e entenda todo o sincretismo com os Santos da Igreja Católica.

Conhecendo a história de Xangô

Filho de Bayani e marido de Iansã, deusa dos ventos, o Orixá está bastante relacionado com questões de justiça e karma. Por isso, é representado com um machado de duas faces, objeto símbolo tanto de proteção de seus filhos quanto de punição, quando injustiças são cometidas. A estrela de seis pontas também o acompanha, representando o poder de equilibrar o universo.

O dia da semana dedicado a esse Orixá, Xangô, é a quarta-feira, as principais cores associadas ao Orixá são aquelas que se relacionam com o fogo – seu elemento, e a sua saudação é “Kao Kabiesilê!”.

Além disso, os filhos desse Orixá carregam consigo as principais características do pai. São bastante impulsivos e buscam a transformação. Apesar de serem autoritários, são também bondosos, justos e generosos com aqueles que precisam.

Sincretismo com São João Batista

De modo geral, o sincretismo do Orixá é feito com São João Batista e a data de comemoração acontece no dia 24 de junho. Segundo o catolicismo, São João Batista era primo de segundo grau de Jesus. A mãe de João Batista era Isabel, prima de Maria, mãe de Jesus. Como a diferença de idade entre eles era pouca, eles se aproximaram com o tempo.

Acredita-se que João Batista chegou ao mundo primeiro como um dos espíritos encarregados de preparar o ambiente para a reencarnação de Jesus. Ambos eram muito próximos e tinham uma relação de amizade e companheirismo bastante forte. Inclusive, foi João Batista quem fez o batismo de Jesus, sendo este, um momento entendido como de purificação nas águas doces.

Essa questão do batismo e do simbolismo com a purificação liga o santo a Xangô. Entende-se que com o poder do fogo, o Orixá destrói o que há de ruim, transformando e trazendo tudo o que há de bom de acordo com o merecimento de cada um. Ele é capaz de purificar e fazer renascer, modificando forças negativas em positivas.

Além disso, durante o período de avanço do catolicismo, a Igreja passou a incentivar os fiéis a acenderam fogueiras para determinados santos, como São João, São Pedro e Santo Antônio, principalmente no solstício de verão do continente europeu. O Orixá aparece mais uma vez nesse momento. Acredita-se que as fogueiras das comemorações de junho, nas tradicionais Festas Juninas, são para pedir que o mau seja transformado em bem.

Sincretismo com São Jerônimo

A 6ª linha vibratória da Umbanda é dirigida por Xangô e tem a orientação de São Jerônimo. De acordo com essa linha, entende-se que aquelas pessoas que foram humilhadas serão elevadas espiritualmente e aqueles que castigaram o outro, receberão o castigo de volta e aqueles que buscam destaque se enaltecendo, serão menos valorizado.

Aqueles que seguem essa linha, entendem o Orixá como aquele que impõe a justiça e castiga quem merece e o relacionam com São Jerônimo que, na tradição cristã católica, é aquele que tem o poder da escrita e registra na pedra suas leis e julgamentos. , promovendo o equilíbrio. Além de proteger os intelectuais, assim como o Orixá.

No Brasil, esse sincretismo acontece principalmente na Bahia e na versão de Xangô das Pedreiras. Dessa forma, as homenagens ao Orixá acontecem no mesmo dia do santo, 30 de setembro.

Sincretismo com São Judas Tadeu

Há ainda quem acredite que o sincretismo se dá com São Judas Tadeu, já que ele carrega um livro na mão. Esse livro representa trabalhos, estudos e documentos, elementos que se relacionam com Xangô.

Segundo a tradição, tudo aquilo que se refere a estudos e ao campo do direito, como contratos e documentos, pertencem ao Orixá. Isso se dá principalmente em entidades que trabalham com Xangô no campo da razão, buscando o equilíbrio do indivíduo. Como estamos em constante evolução, esse equilíbrio desperta os reais valores da vida. Nesse caso, as comemorações e homenagens ao Orixá acontecem no dia 28 de outubro.

Agora que você já conhece mais sobre Xangô, veja também:

Especialistas online

Taróloga  soniah

Taróloga soniah

Tarot cigano,marselha,tarot

85% Avaliações positivas

125 Consultas

Lucas liberato tarólogo

Lucas liberato tarólogo

Tarot,vidência,cartomancia

93% Avaliações positivas

250 Consultas

Nathalya artemis

Nathalya artemis

Mediunidade,tarot,numerologia

82% Avaliações positivas

124 Consultas

Sacerdote juarez

Sacerdote juarez

Astrologia,tarot,mediunidade

88% Avaliações positivas

209 Consultas

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *