Saiba como funciona um terreiro de Umbanda

Terreiro de Umbanda

Muitas pessoas ficam assustadas quando ouvem alguém falando que frequenta um terreiro de Umbanda. Porém, não sabem como essa casa espiritual pode ser especial para o crescimento pessoal do ser humano.Isso ocorre por conta do preconceito que existe em cima dessa palavra, mas ela não é muito diferente de um outro templo espiritual, por exemplo. Quer saber mais? Então leia esse artigo!

O que é um terreiro de Umbanda?

Para começar, a palavra “terreiro” vem de terra e significa um espaço extenso de terra batida. E, no começo, eram assim mesmo os terreiros: geralmente, localizados em quintais extensos, de terra batida, no qual os médiuns praticavam o seu culto com os pés no chão. E essa tradição de tirar os sapatos dentro de um terreiro se mantém até hoje, mesmo quando os terreiros são feitos de piso, e não de terra. Essa prática é uma forma de se conectar com o chão e com as nossas próprias raízes.

Um terreiro é, portanto, um local onde se realiza a gira, que é o culto religioso da Umbanda. Geralmente, localiza-se em um espaço urbano, e seu espaço interior costuma ser pintado de branco, que é a cor que simboliza a Umbanda e remete à paz.

O tamanho de um terreiro varia. Um terreiro pode ser muito grande e ter muitos médiuns – há terreiros que comportam mais de 50 médiuns, além das pessoas que vão se consultar. Os gastos com o terreiro costumam ser divididos entre os filhos de santo.

Quais são as áreas de um terreiro de Umbanda?

O terreiro costuma ter um salão amplo onde se realizam os cultos. Esse salão deve ter um espaço para comportar a assistência, que são as pessoas que vão ao terreiro em busca de auxílio espiritual. Mas, além do salão principal, há outros espaços importantes para o funcionamento de um terreiro.

Há, por exemplo, o quarto dos médiuns, que é o espaço onde eles trocam de roupa, deixam seus pertences e até mesmo “arriam” seus trabalhos de firmeza.

Revelações do Tarot

Há também, na entrada de um terreiro, uma firmeza para os Exus – a famosa “Casinha dos Exus” – e pode haver para outras falanges também, como para Pretos Velhos e Caboclos.
Mas o coração de um terreiro é o seu congá!

Congá é a palavra yorubá para altar. No congá é onde ficam as imagens, as velas e outros artefatos de poder. Costumam ser decorados de acordo com a festa da casa. Em frente ao congá, os filhos “batem cabeça” para o seu povo e fazem seus pedidos.

O que devo fazer para ir a um terreiro de Umbanda?

Para ir a um terreiro, primeiro é preciso se informar sobre as sessões abertas, pois há giras que podem ser apenas para os médiuns. Recomenda-se ir de roupas claras, com um sapato fácil de tirar, e fazer uma dieta ao menos no dia – sem bebida alcóolica, sem sexo e de preferência sem carnes vermelhas.

O terreiro é um espaço de oração e de caridade e, diferente do que muitas pessoas imaginam, é seguro, organizado e harmonioso como qualquer outro templo religioso.

Agora que você já sabe como funciona um terreiro de Umbanda, veja também:

 

Especialistas online

Sara  bat sara

Sara bat sara

Tarot,terapia holística,parapsicologia

98% Avaliações positivas

4872 Consultas

R$ 3,99/min*

* Valor promocional válido somente na primeira consulta
Rose pellegrino

Rose pellegrino

Tarot,mesa radiônica,mediunidade e vidência

99% Avaliações positivas

4686 Consultas

R$ 3,99/min*

* Valor promocional válido somente na primeira consulta
Cigana Ísis

Cigana Ísis

Mediunidade,amor,tarot

99% Avaliações positivas

14145 Consultas

R$ 3,99/min*

* Valor promocional válido somente na primeira consulta
Júpiter taróloga e psicanalista

Júpiter taróloga e psicanalista

Amor,tarot

99% Avaliações positivas

3124 Consultas

R$ 3,99/min*

* Valor promocional válido somente na primeira consulta

Comentários

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *